Tejo

Região hidrográfica do Tejo

Onde se encontra?

Está localizada na zona central da Península Ibérica e estende-se por Espanha e Portugal, é alongada na sua forma e orientada de Este para Oeste.

A área total da Região Hidrográfica do Tejo é de 80.925,85 km².

Em Espanha, flui através de 5 comunidades autónomas: Extremadura, Madrid, Castilla y León, Aragón e Castilla-La Mancha. Em Portugal, flui através das regiões da Beira Baixa, Alto Alentejo e Ribatejo.

O rio mais importante da bacia é o Tejo, que corre desde a Serra de Albarracín, onde tem a sua nascente, até ao estuário do Mar da Palha perto de Lisboa, em Portugal, através do centro do Maciço Hespérico numa distância total de 1007 km, 857 km na parte espanhola e 150 km na portuguesa.

Está encravada entre a Cordilheira Central a norte, os Montes de Toledo e a Serra de Montánchez a sul e a Serra Ibérica (Serranía de Cuenca e Serra de Albarracín) a leste. A fronteira ocidental, no que diz respeito ao território nacional espanhol, é formada pelos rios Tuerto, Erjas e Séver, que marcam a fronteira com Portugal.

A rede de afluentes do Tejo é muito dissimétrica, sendo os da margem direita os que proporcionam os fluxos mais abundantes, e que recolhem as contribuições do Sistema Central e da Serra Ibérica (Jarama, Alberche, Tiétar e Alagón do lado espanhol; Zêzere do lado português e Erjas da fronteira).

Os afluentes esquerdos (Guadiela, Almonte, Salor na parte espanhola; Sorraia na parte portuguesa e Séver na fronteira) são geralmente curtos e de água escassa, particularmente os originários dos Montes de Toledo.

As principais contribuições para a bacia provêm da Serra de Gredos e do resto dos maciços correspondentes ao Sistema Central, uma consequência da marcada assimetria da bacia.

Do lado português, a região hidrográfica é denominada Região Hidrográfica do Tejo e Ribeiras do Oeste – RH5, com uma área total em território português de 30 502 km2.

RH5 abrange um total de 103 municípios, 73 dos quais são totalmente cobertos pela região hidrográfica e 30 são parcialmente cobertos.

Quanto aos afluentes, em Portugal os principais são os rios Erges, Pônsul, Ocreza e Zêzere na margem direita, enquanto que os rios Sever e Sorraia estão na margem esquerda.

O troço português é marcado por importantes quebras de declive, primeiro em Portas de Ródão, na dependência do atravessamento da crista quartzítica, e depois em Belver

Na vertente esquerda e sul, a estrutura hidrográfica da bacia é totalmente diferente. Os cursos de água apenas têm algum relevo, com traçados transversais ao rio Tejo, nomeadamente o rio Sever e a ribeira de Nisa, drenando formações antigas, logo no troço de entrada do rio Tejo em Portugal.

Plano de gestão de bacia hidrográfica 2022-2027

O Plano Hidrológico da parte espanhola da região hidrográfica do Tejo para o período de 2015 a 2021 foi aprovado pelo Real Decreto 1/2016, de 8 de janeiro, que aprova a revisão dos Planos Hidrológicos das regiões do Cantábrico Ocidental, Guadalquivir, Ceuta, Melilla, Segura e Júcar, e da parte espanhola das regiões do Cantábrico Oriental, Minho-Sil, Tejo, Guadiana e Ebro (BOE nº 16, 19 de janeiro) e está atualmente em vigor.

O período de consulta pública para o Projeto de Plano Hidrológico da parte espanhola da Região Hidrográfica do Tejo para o período 2022-2027 terminou a 22 de dezembro de 2021. Após este período, as propostas, observações e sugestões que, quando apropriado, forem consideradas adequadas, serão incorporadas no projeto de proposta de plano, o que exigirá o relatório obrigatório do Conselho da Água sobre a região hidrográfica. Esta proposta de plano de gestão de bacia hidrográfica, com o acordo do Comité de Autoridades Competentes sobre o programa de medidas na sua área de competência correspondente, será submetido ao Governo através do Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico, para a sua aprovação. A aprovação desta nova revisão implicará a revogação do plano de gestão de bacia hidrográfica do segundo ciclo, aprovado pelo Real Decreto 1/2016, de 8 de janeiro. Uma vez formalizada esta revisão, ela será notificada à Comissão Europeia o mais tardar até 22 de março de 2022.

Em Portugal, o atual Plano de Gestão da Região Hidrográfica do Tejo e dos Rios Ocidentais foi aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 52/2016, de 20 de setembro, reeditada pela Declaração de Rectificação n.º 22-B/2016, de 18 de novembro, que aprova os Planos de Gestão da Região Hidrográfica de Portugal Continental para o período 2016-2021.

Está atualmente em curso o trabalho de revisão do referido Plano para o período 2022-2027. Durante a primeira metade de 2021, os projetos de Planos de Gestão da Região da Bacia Hidrográfica foram submetidos a consulta pública durante um período de seis meses.

Quais são as massas de água partilhadas em estudo?

Rios e barragens

Código ESPANHA

ES030MSPF1009010

ES030MSPF1008010

ES030MSPF1007010

ES030MSPF1006010

ES030MSPF1001020

ES030MSPF1008010

ES030MSPF1009010

Código PORTUGAL

PT05TEJ0779I

PT05TEJ0786I

PT05TEJ0864I

PT05TEJ0891I

PT05TEJ0894

PT05TEJ0905I

PT05TEJ0918I

Nome ES / PT

Río Erjas cabecera / Rio Torto

Río Erjas entre puntos frontera / Rio Erges

Río Erjas medio entre puntos frontera / Rio Erges

Río Erjas desde el punto de Frontera hasta el Embalse de Cedillo / Rio Erges

Embalse de Cedillo / Albufeira Monte Fidalgo (Cedillo)

Río Sever desde pto. fronterizo a E. Cedillo. / Rio Sever

Río Sever de cabecera al punto fronterizo / Rio Server

Categoria ES / PT

Río / Rio

Río / Rio

Río / Rio

Río / Rio

Río / Rio (Albufeira)

Río / Rio

Río / Rio

Natureza ES / PT

Natural / Natural

Natural / Natural

Natural / Natural

Natural / Natural

Muy modificada / Fortemente modificada

Natural / Natural

Natural / Natural

Uma maneira de fazer a Europa

Cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional FEDER
através do Programa Interreg V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020.